Em tempo de crise, todos necessitamos de uma orientação, não apenas para mantermos o nosso posto de trabalho, mas também para termos mais possibilidade que nos empreguem. São 6 os passos para conseguir maximizar o seu potencial, facilitando encontrar emprego ou mesmo segurar o seu posto de trabalho.

Cada vez mais, existe a necessidade das organizações empregadoras filtrarem os candidatos ou mesmo os trabalhadores. Não apenas pela competição empresarial, mas também por todo o contexto económico. Existe uma taxa de desemprego elevada, as organizações não têm o lucro que tinham noutros tempos, dando origem assim a uma ultra-selecção dos candidatos. Visto que para cada posto de trabalho existirão dezenas ou centenas de candidatos e as organizações no momento atual não podem “escolher mal” o candidato, por isso têm que fazer a diferença. Numa perspetiva da Psicologia Comunitária iremos referir 6 passos essenciais para melhorar a sua empregabilidade.

Se conseguir concluir estes 6 passos é garantido que a sua probabilidade de ser empregado irá aumentar drasticamente. Estes 6 passos referem-se às características essenciais a alguém de excelência, alguém de valor e que atribui valor em tudo o que toca. Concluindo estes 6 passos com sucesso, as organizações conseguirão ver o benefício em tê-lo como colaborador.

Passarei então a descrever:

1- Aumente a sua auto-eficácia

Para quem não sabe a auto-eficácia é a nossa crença de sermos capazes de fazer coisas. Acredite que é capaz. Seja confiante nos seus comportamentos e atitudes. As organizações não irão valorizar alguém que não está seguro do que faz, nem como se faz. Não se nasce ensinado é certo, porém uns acreditam que não capazes enquanto outros duvidam, o que faz toda a diferença para as organizações.

Uma das estratégias para melhorar a auto-eficácia é fazermos tarefas de natureza semelhante começando por tarefas simples e ir aumentando gradualmente a dificuldade.

Não penses que és, sê-lo!

 

2 – Construa uma rede de contactos (Networking)

Cada vez mais é evidente não apenas ao organizacional, mas também a nível científico a importância da rede de contactos na empregabilidade e mesmo no sucesso das pessoas. Construa uma rede de contactos, ou mesmo de parcerias se for possível. As pessoas podem ajudar, podem referenciar, é cientificamente considerado o melhor Marketing. Veja como as pessoas o podem ajudar e como você pode ajudar as pessoas. Mantenha o contacto, de tempos a tempos, telefone, envie emails. Quanto maior a sua rede de contactos, maior será a sua probabilidade das organizações olharem para si.

Não basta ser bom, temos de conhecer as pessoas certas.

 

3-Comunique

Uma das competências essenciais a qualquer trabalhador de excelência é saber comunicar. Saber expressar-se de forma clara e ao mesmo tempo apaixonada pelo que faz é essencial em qualquer organização. A comunicação é considerada “as artérias” da organização. Através da comunicação, passa o conhecimento, logo as organizações não querem alguém que não saiba interpretar uma ordem ou mesmo reproduzi-la de forma clara.

Faça com que as pessoas tenham prazer em falar consigo. Treine, ajuste a tonalidade de voz, a expressividade, a “paixão”.

Não importa o que se diz, mas como se diz.

 

4-Seja criativo

Atualmente e cada vez mais, o mundo organizacional será exigente. Com “mais do mesmo” não se vai a lado nenhum, e as organizações sabem disso, daí a importância que dão à Inovação, à originalidade, à diferença. Existe uma necessidade constante de ser diferente, e a verdade é que a originalidade é sinónimo de sucesso, temos exemplos claros como a Aple, a Microsoft, o Facebook, o Google, cada uma destas empresas é inovadora e original nas suas áreas. A criatividade é cada vez mais essencial nos colaboradores, não apenas para Inovar, mas também tem que haver criatividade na superação de obstáculos inesperados.

 Se no início a ideia não é absurda, não tem futuro! Albert Einstein

 

5- Crie a sua “Marca pessoal”

Uma forma de se distinguir dos outros é criar a sua “marca pessoal”. A forma só sua de fazer as coisas, marcando a diferença do resto das pessoas. Este passo é essencial para o seu Marketing Pessoal. Divulgue a sua forma de fazer as coisas, sendo diferente e de excelência, vai chamar muita atenção nas organizações. Contagie as pessoas com a sua originalidade. Construa a sua Marca Pessoal de forma a dar garantia às organizações que irão ter um trabalho de excelência.

Deixe o seu toque pessoa em tudo o que faz.

 

6- Seja pró-ativo

Para quem não sabe ser pró-ativo é uma característica humana, que implica 3 pontos centrais:

  • Busca ativa por oportunidades de Mudança;

O que posso fazer de novo? O que posso fazer para melhorar?

  • Planeamento e execução de ideias;

Quando e como o vou fazer?

  • Superação de obstáculos.

Como superarei os obstáculos?

Resumindo ser pró-ativo é a capacidade de “ir à luta”, sem necessitar de ordens nem de motivações externas. Pode-se ser pró-ativo dentro ou fora de uma organização. O importante é procurar fazer sem esperar nada em troca, porém se for bem sucedido não faltarão elogios e valorização. As organizações valoriza alguém que procura soluções, sem que lhe tenham dito para o fazer.

Temas relacionados: A Importância da Psicologia; Ser Psicólogo; Espaço Psicologia Free ; Psicologia Comunitária

Siga-nos no Facebook , no Twitter ou no Google+

 

O que você acha? E você acha que consegue completar estes 6 passos?

Autor: Jorge Elói