Recentemente muitos terapeutas resolveram unir essas duas “terapias” numa única intervenção. Mas serão “conciliáveis” ou mesmo completmentares?

A psicologia é a ciência que estuda a mente e os comportamentos, facilitando a felicidade e o bem-estar, consigo próprio e com o mundo, como podemos ver em VER Importância Psicologia.

Para percebermos se é possível conciliar resta saber o que é o Reiki.

Reiki faz parte das terapias chamadas “Terapias alternativas”, recentemente a Organização Mundial de Saúde (OMS) deu-lhes o nome de “Terapias integrativas”. Neste grupo estão terapias como a acupuntura, a massagem ayurvedica, a homeopatia, a musicoterapia, arte terapia, etc.

O Reiki foi desenvolvido por Mikao Usui em 1922, portanto é relativamente recente comparada com a psicologia, visto que esta última teve as suas origens na antiga Grécia. O Reiki chegou aos Estados Unidos em 1940 por Hawayo Takata, e daí se deu a expansão e disseminação para o resto do mundo.

A palavra Reiki, é a conjunção de Rei (Energia Universal; Inteligencia Divina, Matriz) e Ki (Energia Vital). Reiki é um técnica de cura, essencialmente através imposição das mãos, mas também é possível faze-la à distância.

O Reiki assemelha-se às práticas budistas como o Chi Kung, que se “cultiva” a energia Ki. No Reiki, o terapeuta vai através de si, canalizar a energia do Universo para o “recetor ”. Ao contrário de outras terapias semelhantes, a energia não deriva do terapeuta, mas do “Universo”, assim sendo não há perigo do terapeuta ficar sem energia.

À semelhança da Psicologia Transpessoal, o Reiki tal como a maioria das terapias integrativas, compreende que o ser humano, possa ter mais uma dimensão além da física e mental, refiro-me à dimensão espiritual. Contudo e apesar disso o Reiki, não está relacionado ou vinculado com nenhum sistema religioso.

Ainda assim possui alguns princípios complementares à sua prática:

Só por hoje,

Não se preocupe,

Não se aborreça,

Honre pais e mestres,

Trabalhe honestamente,

Seja gentil com todos os seres.

A prática de Reiki, pressupõe 3 níveis de evolução possível: no primeiro, também chamado despertar, é como o nome indica despertado a sua potencialidade e o seu “canal energético”; no segundo, também chamado de transformação, são ensinados 3 símbolos sagrados e a respetiva utilização (a partir deste nível é possível fazer à distância, sem imposição das mãos no “paciente”); no terceiro e último, também chamado mestre de si mesmo, serão ensinados mais símbolos sagrados que ampliarão o poder dos aprendidos no nível 2.

O Reiki visa o equilíbrio físico, psicológico e espiritual dos indivíduos. Apesar de muitos relatos de benefícios, existe alguma controversa relativamente às suas provas científicas, contudo alguns estudos como o de Ricardo Morezi, que apontam para evidências científicas. Parece então que apesar de tudo, começa a ser reconhecido (oficialmente), em Portugal já existem hospitais que possue esse tratamento.

Pessoalmente desconheço como se faz a integração da Psicologia e do Reiki, no contexto de psicoterapia. Porém, já que é possível fazer à distância (sem a imposição das mãos), porque não experimentar a fazer no decorrer da psicoterapia? Já que não apresenta nenhumas desvantagens, porque não experimentar?

Independentemente das crenças e do funcionamento do processo, o importante é se funciona. Se de fato verificar-se benefícios, a questão do : “Como?” deixa de ter qualquer sentido. Não importa o processo em si, mas o resultado final do processo.

E você, sabia o que era o Reiki?

Posts Relacionados: Glândula Pineal: Funções Paranormais? ; Descodificando o Segredo: Lei da Atração ou Efeito Pigmaleão? ; Cérebro: Masculino Vs Feminino ; NeuroPsicologia: O Cérebro Humano ; NeuroPsicologia: Linguagem ; 8 Verdades sobre o Cérebro; Hipnose ; Psicologia e Meditação: Um Instrumento Complementar;  Efeito Placebo: Conheça este Incrível EfeitoPsicosomáticas: Doenças e Sintomas ; Gravidez Psicológica: Desejo ou Medo?

Siga-nos no Facebook , no Twitter ou no Google+

Sem Spam

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

1 Comentário