Um novo ano, provavelmente novas oportunidades, novos conhecimentos, novos desafios, porém, não devemos esquecer, caminhos desconhecidos, novos obstáculos. Do desconhecido surge o Medo do Recomeço. Desconheço os novos caminhos, será que serei capaz de os percorrer?

O Medo do Desconhecido persegue o homem desde os seus primórdios. Não se restringe unicamente à nossa espécie, pois podemos também encontrar esse medo em muitas outras espécies. Facilmente um animal se “assusta” perante um objecto e/ou situação estranha.

Parece inato o Medo do Desconhecido, não apenas na nossa espécie, como em muitas outras. Contudo, é compreensivel, pois esse medo pode ser considerado um medo protector, beneficiando a sobrevivência. Inconscientemente sabemos que teremos mais hipóteses de sobreviver perante um meio “conhecido”, e também sabemos inconscientemente que o desconhecido, é sinónimo de risco.

Medo da Morte= Medo do Desconhecido? Se nenhum de nós sabe ao certo como é a morte, o medo da morte é muitas das vezes simplesmente o Medo do Desconhecido.

Mas surge então a questão: se o medo do desconhecido é Inato e o medo do recomeço tem como origem esse mesmo medo do desconhecido, porque para algumas pessoas “O Recomeço” representa algo positivo, enquanto para outras, algo pavoroso?

Respondendo de forma simples, a diferença entre as duas atitudes prende-se com a percepção de “valor próprio” (assumindo “valor próprio” como um conjunto de variáveis, como auto-estima, autoconhecimento, conhecimento possuído, experiência adquirida…) Isto é, tudo o que, de alguma forma, possa valorizar (ou não) o indivíduo.

Por outras palavras, perante um Novo Caminho, as pessoas que se percepcionam “com valor” acreditam mais facilmente serem capazes de o percorrer do que as que não o fazem.

Contudo existe uma “informação subliminar” por detrás de todo este processo e que o influência de forma significativa. Tal informação faz com que as pessoas “Medo” fiquem ainda com mais medo, enquanto as pessoas “Corajosas” fiquem ainda mais corajosas.

Essa “informação subliminar” é algo contraintuitiva, pois se decidimos tentar percorrer um novo caminho, independentemente de conseguirmos ou não, vamos necessariamente adquirir mais experiência, mais conhecimento, mais autoconhecimento, o que nos pode preparar para futuros Novos Caminhos, mesmo sem nos apercebemos. Sem falar no facto de que por norma as pessoas “subestimam-se”, isto é, acreditam ter menos valor do que o que realmente têm.

O Segredo está em Tentar! Decidir dar o primeiro passo!

E você perante um recomeço, tem Medo ou Coragem?