Amnésia é uma perturbação que corresponde à perda total ou parcial da memória ou da capacidade de memorização.

Amnésia é uma palavra que deriva do grego a/na: ideia de negação, e mnê: memória, será então negação da memória.

A Amnésia caracteriza-se por uma perda total ou parcial da memória ou da capacidade de memorização, isto é, o sujeito pode esquecer o passado, desde um simples acontecimento até ao esquecimento total da sua existência, como também pode perder a capacidade de fazer novas aprendizagens, logo será um bloqueio para o futuro, já que o individuo não conseguirá adquirir mais conhecimento daquele que possuía no momento da “amnésia”.

A amnésia pode ter várias origens, umas que atribuem mais responsabilidade ao sujeito, outras que o sujeito é uma simples vítima, já que nada fez para contribuir para esse estado. Entre as causas, podemos encontrar:

  • Consequências do uso de álcool e drogas;
  • Consequência de traumas físicos (pancadas no crânio, por exemplo);
  • Consequência de Traumas Psicológicos (face a um extremo sofrimento, o nosso inconsciente resolve esquecer o sucedido, já que o individuo não consegue gerir esse acontecimento traumático);
  • Consequência de doenças neurodegenerativas (como o alzheimer);
  • Consequência de enfermidades ou infeções que atinjam o tecido cerebral (como AVCs, encefalites, etc.);
  • Consequência de insuficiência vascular (por alguma razão o sangue não chega ás áreas responsáveis pela memória).

As amnésias podem ser classificadas como três tipos:

Amnésia anterógrada – Este tipo de amnésia por norma segue-se a um acidente ou trauma, físico ou psicológico. A Amnésia anterógrada caracteriza-se pela incapacidade de lembrar novas informações, logo o individuo, será incapaz de fazer novas aprendizagens. Contudo facilmente se recorda de tudo antes do momento traumático. Este tipo de amnésia, não afeta as memórias passadas. Nestes casos, o sujeito está condenado a viver para toda a sua vida as suas últimas memórias, isto é, se o trauma se deu no dia 1 de Janeiro de 2000, para o sujeito todos os dias serão esse dia, com tudo o que isso implica, o sujeito assumirá para toda a sua vida, a mesma idade e mesmas condições do dia do acidente. Já que essa foi a última memória que se recorda.

Amnésia retrógrada – Este tipo de amnésia, corresponde ao oposto da amnésia anterógrada, pois a pessoa esquece tudo até ao momento do trauma, mas não tem qualquer dificuldade em fazer novas memórias ou aprendizagens. É importante referir que a perda de memória nestes casos afeta quase exclusivamente a memória episódica, logo, pode esquecer o que viveu até aquele momento, mas não perde o nome das coisa, isto é, continua a saber que pássaro se chama pássaro, ou que Ferrari se chama Ferrari.

Amnésia global transitória – Este tipo não ocorre permanente como os anteriores, mas temporário. Ocorre por uma irrigação vascular temporariamente insuficiente. Com origem em enxaquecas ou por um ataque isquémico transitório, já que a irrigação pode levar tempo, mas retornará, podendo levar 30 minutos até um dia, para a memória voltar ao normal.

É possível encontrar casos curiosos de amnésia, recentemente (em 2008) ocorreu um caso muito curioso, em que uma senhora de 32 anos com um filho de 11 anos se deita num dia normal de 2008, quando acorda no dia seguinte acordou com 15 anos (isso acreditava ela), esquecendo por completo 17 anos da sua vida. Acreditava que tinha 15 anos e que era uma adolescente. Noticia Neste caso ocorreu uma amnésia retrógrada parcial.

E você, já teve amnésia?

 

Posts Relacionados: Cérebro: Masculino Vs Feminino ; NeuroPsicologia: O Cérebro Humano; Atividade Física: Benefícios Psicológicos ; Síndrome de Pânico: Causas e Implicações ; Síndrome Burnout: Causas e Implicações ; Paralisia Cerebral: Causas e Implicações ;7 Memórias do Ser Humano ; Aprenda a Meditar em 6 Passos ; Atividade Física: Benefícios Psicológicos ; Prosopagnosia: Tenho uma visão excelente, mas não te conheço!

Siga-nos no Facebook , no Twitter ou no Google+

Autor: Jorge Elói