Entrevista de emprego, numa perspetiva da Psicologia Comunitária, focando-me no empowerment irei descrever de que forma como é importante e como nos devemos preparar e agir nesse momento. Visto que esse momento é fundamentar tanto para a entidade empregadora como para quem se vai empregar.

Uma entrevista de emprego nunca foi tão importante como agora. Não apenas pelas características económicas mundiais, mas também pela extrema competição empresarial. Atualmente não basta ser bom naquilo que se faz, temos que ser capazes de mostrar, capazes de convencer e qualquer pormenor é fundamental.

A entrevista de emprego é um dos momentos mais importantes, pois através desse momento a entidade empregadora irá construir uma imagem sobre si e sobre as suas competências e personalidade. Assim é extremamente importante preparar este momento para que ocorra na perfeição.

Nesse momento você terá a oportunidade de convencer sobre as suas competências e mostrar a sua personalidade. De forma à entidade empregadora verificar se você é ou não o “Tal”. Existem então uma serie de dicas de forma a que você seja bem sucedido.

Seja Pontual – A pontualidade na entrevista de emprego é para os empregadores um reflexo da sua personalidade e como você é profissionalmente. Se chegar atrasado pode ser reflexo de falta de empenho e disciplina. Podendo ser visto como um exemplo de um dia de trabalho, se chega atrasado num momento tão importante, mais provável é chegar atrasado num dia normal de trabalho.

Use roupa adequada – Leve roupa adequada à empresa e à função para a qual irá ser entrevistado. Uma inadequação do vestuário pode demonstrar, falta de profissionalismo ou mesmo desleixo. Se não souber como é a forma de vestir mais adequada à empresa, aposte no rigor e no formal, evite ténis. Existem organizações que a imagem é extremamente importante, sendo um fator eliminatório.

Estude sobre o local de trabalho – Faça o trabalho de casa, estude sobre o local de trabalho e o contexto empresarial onde este está inserido. Ao mostrar que conhece a organização, a história e o contexto da mesma, revela empenho, interesse, motivação, pro-atividade. Este fator é muito valorizado pelas entidades empregadoras.

Comunique corretamente – Uma boa comunicação é essencial em qualquer organização e em qualquer função. A comunicação é considerada “as artérias das organizações”, pela qual circulam ordens, regras, orientações, relatórios, reuniões, explicações, etc. Logo a entidade patronal vai querer que consiga transmitir de forma clara o seu conhecimento.

Seja sincero – A sinceridade é fundamental, não apenas porque a mentira trás extremas repercussões, mas também a falta de sinceridade, surge como um obstáculo na coesão grupal. Refiro-me como é óbvio a sinceridade ao nível académico e profissional, pois tem todo o direito de guardar para si a sua vida pessoal.

Não diga mal do anterior emprego – A forma como fala do emprego anterior pode ser reflexo de como irá falar do possível emprego presente, quando o seu contrato terminar. Por outro lado, pode mostrar como fala do patrão na sua ausência. Como as empresas não gostam de ser difamadas e desvalorizadas, evite falar mal do emprego anterior, mesmo que essa empresa seja concorrente direta.

Além disso não se esqueça de ser educado, mostrar-se atento, interessado, confiante e determinado. Evite interromper o entrevistador, mostrar-se ansioso, arrogante, ou mostrar-se demasiado interessado com a remuneração.

Este artigo poderá complementar o: 6 Passos para Maximizar o Potêncial de Empregabilidade

 

Na sua ultima entrevista cumpriu tudo isso? 

Temas relacionados: A Importância da Psicologia; Ser Psicólogo ; Psicologia Comunitária ; 6 Passos para Maximizar o Potêncial de Empregabilidade

Siga-nos no Facebook , no Twitter ou no Google+