Locus de Controlo refere-se às expetativas e atribuições do indivíduo sobre o controlo dos seus reforços, desempenho, sucesso, destino, etc. Mas o que é este conceito de Locus de Controlo?

Locus, deriva do latim lugar. Locus de controlo significa então lugar de controlo, onde se controla. Locus de Controlo é um conceito introduzido por Julian Rotter em 1966, o autor defende que o locus de controlo pode ser interno ou externo.

No Locus de Controlo interno, o indivíduo perceciona o seu desempenho, o seu sucesso, tendo unicamente origem no em si, no seu interior. Isto é, perceciona o sucesso como resultado do seu esforço pessoal, competências, conhecimentos, etc. Todas e quaisquer características intrínsecas, são entendidas como responsáveis pelo controle do sucesso, desempenho, etc.

No Locus de Controlo externo, o indivíduo baseia-se em fatores externos para explicar o seu desempenho, sucesso, etc. Isto é, fatores externos como: a sorte, as outras pessoas, o tempo, Deus, etc. Quando o indivíduo possui locus de controlo externo, vê-se como espetador do seu próprio destino, com a perceção de não ter qualquer controle sobre o seu sucesso e destino.

Porém, não existe nenhum indivíduo com locus de controlo puro/extremo (externo ou interno), isto é, o locus de controlo é ao mesmo tempo interno e externo, mas em proporções distintas. Um indivíduo tem o locus de controlo predominantemente interno ou externo, não só apenas interno ou externo.

Nas várias áreas da vida está presente o Locus de Controlo. Por veres independente das outras áreas. Podendo ter numa área o locus de controlo predominantemente interna, noutra predominantemente externa.

O locus de controlo está intimamente relacionado com a cultura social, familiar, nível académico, outros fatores estruturantes. A educação explícita e implícita torna-se assim responsável definir o locus de controlo. Todos os indivíduos possuem Locus de Controlo, este é estruturante do pensamento. Uma cultura mais religiosa, facilmente o locus de controlo é externo, visto que muitas das causas são atribuídas a forças religiosas como Deus e forças sobre-humanas, sorte.

O locus de controlo extremo (interno ou interno) tem sempre vantagens e desvantagens. No locus de controlo interno, o indivíduo perceciona o sucesso como unicamente dependente de si próprio, logo vai-se esforçar, motivar, empenhar, porém percecionasse também responsável pelo insucesso. Já no locus de controlo externo, o indivíduo acha que o seu sucesso se deve a fatores externos, pode então negligenciar e procrastinar o seu desempenho, visto que o seu desempenho pouco ou nada influencia o seu sucesso final, porém em casos de insucesso o locus de controlo externo serve como uma proteção à autoestima, na medida em que nada tem a ver com a prestação do individuo.

É importante ter um locus de controlo bem estruturado e definido. É valorizado um locus de controlo interno (na escola, nas organizações, na vida, etc.), porém não levado ao extremo, pois como sabemos, não é possível controlar todas as variáveis e por vezes não somos bem-sucedidos, mas isso não quer dizer que não nos esforçamos ao máximo.

E o seu Locus de Controlo, é predominantemente interno ou externo?

Posts Relacionados: A importância da Psicologia ; 6 Dicas para Educar com Limites ; Aprendizagem: 3 Regras para uma Estratégia Eficaz ; BIRRAS: 6 Conselhos Úteis ; Bullying: 5 Medidas Essenciais para a sua Prevenção e Controle; Psicologia Educacional ; 5 Princípios Funtamentais na Educação para a Resiliência; Afinal, o que é a Auto-Estima?

Autor: Jorge Elói