post21ss
Por que estou ansioso? Conheça as principais causas da ansiedade.

 

Quem não é ansioso nos dias de hoje? A ansiedade é considerada uma emoção natural de todo ser humano. Em determinadas circunstâncias, é necessário sentir-se ansioso. Porém, o excesso de nervosismo e medo pode acabar atrapalhando a vida da pessoa e isso reflete no próprio convívio com quem a cerca, além de a pessoa perder o controle de suas emoções e acabar tendo que recorrer a medicamentos junto com a psicoterapia. O fato é que hoje o próprio estilo de vida que temos contribui para o afloramento desses transtornos. Dentre os sintomas mais comuns da ansiedade estão a palpitação, a falta de ar e a evitação de novas responsabilidades ou de mudanças. Sintomas físicos como dores de cabeça, dores musculares ou tonturas provenientes da falta de ar podem ocorrer. A ansiedade, quando diagnosticada, deve ser tratada, uma vez que o distúrbio leva a muitos outros transtornos psíquicos, incluindo a famosa síndrome do pânico.

 

A ansiedade pode ter como causa acontecimentos do passado que marcaram o indivíduo e que, portanto, trazem lembranças para a atualidade. Porém, na grande maioria dos casos, trata-se de alguns hábitos que adquirimos ao longo da vida e que, com o passar do tempo, acabam criando raízes e fazendo parte do nosso modo de viver. Nesses casos, a ansiedade chega como uma mensagem de STOP e é preciso rever seu estilo de vida. Confira abaixo alguns exemplos disso.

 

Quer estudar pela internet? Na Preply você aprende diversos idiomas e disciplinas escolares sem precisar sair de casa. Através de aulas personalizadas, o aluno aprende com professores do Brasil e do mundo. Acesse https://preply.com/pt/Manaus-AM/professores–inglês e saiba mais.

 

Por que estou ansioso?

 

Apesar de surgir como distúrbio, a ansiedade muitas vezes aparece para avisar que você não está sabendo viver de forma saudável. Por vezes, a ansiedade está relacionada com a ideia de fracasso, competitividade e conflito no âmbito social, pessoal ou profissional. Ela em geral acompanha os estados depressivos e de neurose, como a obsessão e as fobias. A automedicação e o abuso do álcool ou das drogas também podem piorar o quadro, além de causas que envolvem as condições hormonais do paciente ou o hipertireoidismo, que também pode aumentar o nível de ansiedade.

 

Alimentos com muita cafeína, a deficiência de vitaminas, a hipertensão, a anemia, a asma, entre muitas outras complicações físicas também acarretam a ansiedade. Na grande maioria dos pacientes, contudo, a causa do aumento da ansiedade é o estresse e o sedentarismo. Quem se sente ansioso não pode ignorar os sintomas e precisa começar a refletir sobre suas condições. Será que eu estou levando a vida que desejo? Será que não estou cobrando demais de mim mesmo? Será que não estou ficando sobrecarregado? Descobrir tudo isso ajudará no tratamento.

 

A verdade é que muitas pessoas ultrapassam seus limites, seja nos estudos, no trabalho ou através de cobranças e pressões que elas mesmas se impõem em prol do imediatismo. É preciso entender que nosso corpo não é uma máquina e precisa de manutenção diária para poder continuar vivendo em plenitude. Tudo tem o seu momento na vida e precisamos respeitar os limites de nosso corpo. Além de refletir sobre sua carga horária no trabalho e motivação para os estudos, analise se está cuidando do seu físico, dormindo o suficiente e alimentando-se bem. Busque ainda técnicas que ajudam a amenizar os sintomas da ansiedade como a ioga e a meditação, por exemplo, além de passar mais tempo com seus amigos e familiares e intensificar o seu contato com a natureza.

 

ARTIGO PATROCINADO