Fazer xixi na cama, é considerado por muitos pais um dos mais graves problemas de desenvolvimento do filho. Mas será assim tão grave? Qual é a origem? A criança tem culpa? Tem solução?

A Enurese ou fazer xixi na cama, é a emissão involuntária e inconsciente de urina, na maioria dos casos durante o sono. Não é considerado uma doença, mas sim uma disfunção. Tem tratamento, apesar de uma grande parte das crianças que possuem esta disfunção não ser tratada.

A Enurese, é algo considerado muito frequente até aos 5 anos de idade, visto que até esta idade acontece a 98% das crianças. Dos 5 aos 9 anos apenas 15% das crianças. Com 10 anos, ainda acontece a 10% das crianças. Também se verifica nos jovens adolescentes, com uma probabilidade de 0,5 a 1%. É ligeiramente mais frequente no sexo masculino.

7 Causas possíveis para a Enurese:

Problemas psicológicas – É inegável e é dos principais aspetos a ser tido em conta na enurese noturna. Crianças com problemas psicológicos, possuem um risco aproximadamente até 5 vezes maior de sofrer de enurese.

Fatores Genéticos – Estudos indicam a possível existência de predisposição genética para a enurese. Se um dos pais sofreu de enurese, o filho tem aproximadamente 50% de também sofrer. Caso ambos os pais sofreram de enurese a probabilidade de o filho vir a sofrer esta mesma disfunção sobe para 77%. Em gémeos idênticos, se um sofre de enurese, a probabilidade do outro sofrer também é de 68%.

Atraso da maturação do sistema nervoso – Alguns investigadores defendem que a enurese pode-se dever à falta de maturação do sistema nervoso e cérebro. À semelhança com outras capacidades e respostas do nosso organismo, a enurese pode dever-se à incapacidade do cérebro interpretar sinais de que a bexiga está cheia. Segundo os mesmos investigadores, a cura é espontânea, “Curando-se” com o aumento de idade.

O Sono – Esta teoria não é unânime, porém a estatística está do seu lado. Investigadores afirmam que as crianças com enurese possuem um sono “mais profundo” que as restantes, visto que apenas 8,5% acordam com barulho, contra 40% sem enurese.

Capacidade Vesical Reduzida – Estudos indicam que as crianças com enurese possuem a bexiga ligeiramente mais pequena que o “normal”. Assim dificultava a retenção da urina durante a noite, porém esta teoria também é muito questionada.

Músculo Detrusor – O músculo detrusor é o músculo da bexiga, responsável por expulsar a urina. Investigadores defendem, que à semelhança com outros músculos, ganhamos controlo gradualmente e progressivo sobre eles, até os conseguir dominar por completo. A enurese pode dever-se à incapacidade de controlar o músculo responsável de controlar a expulsão da urina.

Outros – A enurese está também associada a outras causas, como diabetes (mellitus), constipação, hiperatividade, disfunção neurológica, etc.

Por ser inconsciente e involuntário a criança, jamais deverá ser punida ou castigada. Visto que cada vez que ela faz “xixi na cama” já é por si um castigo para ela.

E você, conhece algum caso?

Posts Relacionados: A importância da Psicologia ; 6 Dicas para Educar com Limites ; Aprendizagem: 3 Regras para uma Estratégia Eficaz ; BIRRAS: 6 Conselhos Úteis ; Bullying: 5 Medidas Essenciais para a sua Prevenção e Controle; Hiperatividade e Défice de Atenção: Causas e Consequências ; Psicologia Educacional

Autor: Jorge Elói